1 de fevereiro de 2018 / by Luciano / Hábitos Positivos (pelo menos para mim são) / No Comments

10 coisas que eu ganhei quando parei de ver televisão

No início do ano passado resolvi primeiramente parar de assistir ao noticiário na TV, porque na maior parte do tempo é só má notícia e má notícia só gera tristeza e depressão. Não é à toa que assistir ao jornal é de graça, porque se fosse realmente bom seria pago.

Você deve tá pensando “Mas e aí? Vai ficar desinformado?”. Na verdade não, porque ainda acesso sites de notícias algumas vezes por dia, mas estou tentando também reduzir esse hábito para focar 100% no trabalho e assim ganhar mais tempo para fazer outras coisas que me interessam.

Depois dessa primeira “fase”, no final do ano tomei uma decisão mais radical. Parar completamente de assistir TV. Tenho NET em casa e é sempre muito cômodo zapear pelos canais para encontrar algum programa ou filme interessante para passar o tempo, mas o fato é que cheguei à conclusão de que além de desperdício de tempo é um hábito altamente improdutivo. O que você produz? Nada. Fica lá mofando no sofá, olhando…quando vê já se passaram 03 horas do seu dia.

Então “zerei” TV da minha vida. O único detalhe é que minha esposa adora assistir televisão, então atualmente o máximo que acontece é a TV estar ligada enquanto ela assiste e eu estar no mesmo ambiente, na sala ou quarto, por exemplo, mas estou sempre fazendo outra coisa que considero mais produtiva.

Segue então a lista das 10 coisas que eu ganhei quando deixei de assistir TV:

1) Tempo

É impressionante a quantidade de tempo que eu dedicava à televisão. Mesmo não me considerando alguém que assistia muita TV, assistindo só ocasionalmente pela manhã antes de ir ao trabalho, alguns minutos na hora do almoço e algum tempo antes de dormir, quando abandonei totalmente esse hábito tive que pensar no que fazer para ocupar tanto tempo livre dentro da minha própria casa.

2) Conhecimento

A minha primeira ideia para ocupar o tempo que ganhei foi ler, que confesso que não estava fazendo muito ultimamente, ficando restrito apenas a artigos na internet. Então carreguei meu iPad com alguns livros interessantes e comecei a ler em praticamente todas as horas do dia, 07 dias por semana. Na hora do café da manhã, na hora do almoço, antes de dormir, etc. É impressionante a quantidade de páginas que você consegue ler em um único dia quando usa todo o seu tempo livre, sem nem perceber o livro já acabou.

3) Auto-conhecimento

A leitura tem o poder de concentrar o seu cérebro única e exclusivamente no conteúdo que você está lendo. Na verdade, quanto mais você lê, maior essa sensação de foco e concentração. Isso evita que você pense ou se preocupe com qualquer outra coisa. Para mim, que vivo com o cérebro acelerado e pensando em um milhão de coisas por segundo, tem praticamente o mesmo efeito da meditação. Além disso, ficar mais tempo em silêncio passa uma maior sensação de calma tanto para você como para quem convive sob o mesmo teto.

4) Refeições na mesa

Na correria do dia a dia era muito fácil para mim tomar café da manhã, almoçar e jantar sentado no sofá e de frente para televisão. Era como se fosse algo natural. Mas quando decidir abandonar a TV de vez, voltei a fazer todas as refeições na mesa. Inclusive aquelas em que estou sozinho e que eu aproveito para ler enquanto como.

5) Mais tempo para conversar com minha esposa

Como passei a fazer todas as refeições na mesa, sempre que minha esposa está em casa ela senta para me acompanhar, mesmo que já tenha feito a refeição. Assim conversamos com muito mais frequência ao invés de apenas ficar sentados no sofá comentando as notícias da TV como fazíamos antes. Esse foi um efeito colateral não esperado (e muito bem-vindo) que me fez ver a importância de cultivar hábitos positivos para influenciar as pessoas que vivem ao seu redor.

6) Priorizar as prioridades

Quando removi esse hábito supérfluo da minha vida, as prioridades do meu dia ficaram bem mais claras: se estou em casa e já terminei de ler, já dediquei tempo à minha esposa e não tenho nada para fazer, saio e vou praticar esportes. Antigamente, a melhor alternativa para quando não tinha nada para fazer em casa era ver TV, deixando todas as outras prioridades de lado.

7) Opinião própria

A quantidade e velocidade das informações atualmente aumentou tanto que é praticamente impossível acompanhar, até mesmo para quem é mais antenado. Quando eu deixei de dar atenção ao mundo que é reportado na TV, me senti menos influenciado pela opinião e “pautas” da grande mídia e mais ciente do que eu acredito e que me faz feliz.

8) Me tornei um melhor ouvinte

Quase sempre encontro um amigo ou conhecido que puxa assunto falando de alguma notícia recente e como não estou totalmente por dentro, paro para escutar e pergunto mais detalhes sobre o que aconteceu. Uma boa oportunidade de exercitar a habilidade de escutar sem nenhum tipo de distração (como ficar checando o celular a cada milisegundo).

9) Vida mais ativa

Eu já era uma pessoa ativa, sempre indo com disciplina na academia e praticando esporte, mas a TV eventualmente roubava algumas horas dessas atividades naqueles momento de maior preguiça, porque era a alternativa mais fácil. Agora não sobra muito tempo para enrolar, se não estou fazendo nada, o melhor é sair de casa e praticar algum exercício.

10) Não conheço nenhuma nova “celebridade”

Depois que fiz o detox de TV, vez ou outra vejo o nome de alguém que eu não conheço em destaque nos sites de notícias. Como a mídia vive criando (e derrubando) celebridades a toda hora, não conheço mais praticamente ninguém que está fazendo “sucesso” recentemente. Nem me importo quem tá namorando quem, quem separou de quem ou quem vai casar com quem. Assim sobra mais espaço no meu HD cerebral para coisas relevantes para a minha vida.

11) BÔNUS: Tempo para Pensar e Refletir

Eu sei que eu falei que a lista tinha 10 coisas, mas já que você leu até aqui, considere essa um prêmio por sua persistência! 🙂

TV desligada na minha casa representa silêncio quase que absoluto e tempo de sobra para você refletir e pensar sobre a sua própria vida. Às vezes ficar perdido nos próprios pensamentos á melhor coisas que você pode fazer antes de começar o dia, porque como diria o poeta: “Antes de se encontrar, você precisa se perder!”.

Conclusões Finais

Se você pensou: “Peraí, mas isso não é muito radical? E tudo que é muito radical não exagerado?” Olha, para mim sempre foi fácil tomar esse tipo de decisão na minha vida. Já tomei diversas decisões radicais com objetivo de trazer resultados mais positivos para a minha vida, seja na minha alimentação, rotina de trabalho, prática de exercícios, etc. Ou seja, para mim foi algo natural e minha esposa aceitou bem desde o começo.

Inclusive, quando ela me chama para assistir um bom filme na TV durante o final de semana, eu assisto (apesar de preferir cinema), porque assim passamos um tempo de qualidade juntos e não deixa de ser uma boa forma de entretenimento e cultura.

Eventualmente, também quando passa um jogo de futebol mais interessante (ex: Final da Liga dos Campeões), sento e assisto sem problemas (apesar de quase nunca ter paciência para assistir até o final). O que não faço mais é ligar a televisão sem nenhum propósito para “preencher” um vazio de tempo que eu posso estar utilizando de forma muito mais produtiva para a minha vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *